segunda-feira, 10 de outubro de 2005

Um pequeno texto para registrar um grande momento!

Amor por tempo suficiente para ser feliz

50 anos de um amor louco e incontrolável. Quantos milhões de beijos não umedeceram a minha boca sempre sedenta por uma paixão! Quantas milhares de noites pensando em maneiras de te fazer feliz? Quantas centenas de ocasiões solenes nas quais o nosso amor foi proclamado alto e publicamente! Quantas dezenas de vezes que te quis e não pude te ter ao meu lado. Qual será a minha próxima oportunidade de amar por 50 anos eternamente?
Formamo-nos em Letras e Zootecnia em 2009. Exercemos nas mais diversas instâncias as profissões que escolhemos ainda em 2004, quando, praticamente ainda crianças, prestávamos vestibular. Passamos, paralelamente a esses 50 anos de relação, pelas mais diferentes posições sociais: desde a confortável proteção financeira dos pais até o bem- consolidado patrimônio estruturado pelo suor do nosso trabalho.
Viajamos muito! Desde as intermináveis conversas filosóficas no parque Duque de Caxias até as grandes altitudes da Ásia. Conhecemos não só as belezas naturais do Brasil como também os corredores obscuros do pensamento do outro.
Nossos filhos hoje se apresentam pelo mundo. O mais velho mantem acesa a sua curiosidade pelos números e pela ilogicidade da lógica; a caçula vira o país a viajar com a sua companhia de teatro. 30 anos para um e 28 para a outra está bom para você? Já não são mais crianças há muito tempo!
E nós? Nós continuamos na estrada do envelhecimento ainda, e como sou feliz por isso, apaixonados, com saúde, e prontos para seguirmos como um casalzinho recém-formado.
Lembro-me do nosso primeiro aniversário de namoro: éramos ainda estudantes. Impressionante pensar que da jovem e lindíssima moça que você era, floresceu essa senhora deslumbrante por quem me apaixono todos os dias. Gostoso recordar os tempos malucos de juventude nos quais fomos felizes apenas por valorizar as complicações da vida.
Um ano de namoro naquela época me parecia muito, mas hoje vejo o quão rápida é a vida e como eu queria que esses nossos 50 anos de amor tivessem demorado as suas convencionais 5 décadas e não os apressados 365 dias!



Natalia Mitiko Aono,

eu te amo.


Guilherme Arantes - Êxtase

Eu nem sonhava te amar desse jeito
Hoje nasceu novo sol no meu peito

Quero acordar te sentindo ao meu lado
Viver o êxtase de ser amado

Espero que a música que eu canto agora
Possa expressar o meu súbito amor

Com sua ajuda tranqüila e serena
Vou aprendendo que amar vale a pena
Que essa amizade é tão gratificante
Que esse diálogo é muito importante

Espero que a música que eu canto agora
Possa expressar o meu súbito amor

Eu nem sonhava te amar desse jeito
Eu nem sonhava te amar desse jeito

Eu nem sonhava te amar desse jeito
Eu nem sonhava te amar desse jeito


Obrigado, caro leitor, pela leitura dessa declaração de amor. Se virem a moça citada nos escritos, avisem-na de que eu a amo e de que estou procurando por ela para abraçá-la.

Um ano de namoro com quem amo! Sem comentários.



Felicidades Eternas e, nos vemos.

3 comentários:

Anderson (Chorão) disse...

parabens aos dois alexandre - grande amigo - e mitiko - com certeza, alguem tao especial qnto seu parceiro! de lagrimas sinceras nos meus olhos (já cansados de ha tanto xorar, mas sempre sedentos de palavras sinceras e atitudes verdadeiras), desejo que esses 50 anos de fato se concretizem, afinal, "longe é um lugar q não existe", principalmente àqueles que sonham...

Anninha disse...

Alê, parabéns pelo ano de namoro, desejo que você e a Mitiko sejam felizes juntos eternamente, porque 50 anos é pouco tempo para um amor tão grande como o de vocês.
Grande beijo, e felicidades!

Sir Sami disse...


.
.
.


Um grande beijo e
*FELICIDADES ETERNAS*



*Esse a Anna vai entender
**ATENDA SEU CELULAR QUANDO EU LIGO!